Chicago: Workshops Temáticos

Chinese / English / Español / French / Portugués

Entradas e Resultados da Terceira Assembleia

Ao longo dos dois dias, os representantes dos nossos membros reuniram-se em seis diferentes workshops temáticos para avaliar, discutir e propor as linhas de ação para a Rede durante os próximos três anos. Cada grupo foi composto por 7 ou 8 indivíduos, começou com exercícios de motivação e apresentação, seguidos de uma oração inicial. De seguida o moderador do workshop referiu-se, brevemente, aos objetivos particulares da agenda dos dois dias seguintes. Queremos agradecer a cada Moderador pela sua motivação, compromisso e criatividade para liderar cada tema e coordenar o envio dos documentos de feedback que foram posteriormente solicitados à Assembleia.

Nesta secção, analisaremos os resultados de cada workshop em termos das propostas mais relevantes que ajudarão a guiar a GNRC no desenvolvimento do seu plano estratégico.

Missão (Moderador: James Alison)

  • Manter as linhas de comunicação internas da GNRC ativas para além das Assembleias. A vantagem de conhecer pessoas de todo o mundo é que podemos nos aproximar pessoalmente para colaborar ou pensar as coisas cuidadosamente. Deve-se desenvolver o contacto pessoal mediante reuniões físicas ou por meios eletrónicos. A disponibilidade e mecanismos de consulta e/ou colaboração deve-se dar como colegas que trabalham juntos (não em termos de “peritos”).
  • Representação completa do espetro LGBTIQ+. O mostrar a experiência vital como gay, lésbica ou transexual é algo que devemos criar na nossa rede e partilhar através das nossas múltiplas plataformas da GNRC. Só então podemos começar a trabalhar de modo a mudar a Igreja em geral. Esta é uma necessidade urgente. Além disso, discutimos a criação de estratégias úteis que abram oportunidades para participar no apoio a Católicos LGBTIQ+.
  • Fazer de Orgulhosos e Proféticos mais que uma declaração de Assembleia. No Cristianismo, o sagrado é onde se vive o amor, porque se encontra em todas as partes, às vezes mesmo dentro da Igreja institucional, mas nunca onde governam os códigos de puritanismo. O propósito de ser corajoso não é para fazer com que a cobardia pareça um disparate, mas para criar uma situação em que a cobardia já não importe.

Visibilidade (Moderadora: Eva Callueng)

  • A importância da Visibilidade da GNRC como a maior voz unificada de Católicos Arco-íris. A nossa Igreja trabalha a nível global, mas está centralizada no Vaticano, pelo que se necessita de uma voz unificada mais além dos esforços locais que as nossas comunidades possam fazer entre os leigos e o clero. Juntos somos mais fortes, especialmente num contexto de colaboração. A Constituição e o nascimento dos nossos grupos são um exemplo de como funciona a GNRC, como um antecedente para aqueles grupos Católicos LGBT+ que trabalham encobertos ou duvidam em se reunir mensalmente.
  • A maneira como mostramos a GNRC deve ser um exemplo da sua ampla diversidade. A nossa diversidade projeta-se a todos, pelo que nos afastamos da perspetiva que impera de homens / brancos/ gays que prevalece entre as ONGs LGBT+. Também temos a oportunidade de partilhar os nossos diferentes carismas como Igreja e contextos regionais. Ambos os pontos ajudam-nos a compreender que as nossas comunidades locais obedecem a uma história e a um contexto local, mas existem ferramentas especiais e melhores práticas que também poderiam ser partilhadas e fornecidas pelos restantes.
  • A história, experiência e conhecimento dos nossos grupos são os nossos melhores ativos. Necessitamos reconhecer os diferentes enfoques do fenómeno Católico LGBT+. Nesse sentido, a transcrição / tradução para diferentes idiomas dos nossos conteúdos é fundamental para melhorar a acessibilidade. Deste modo, os testemunhos locais podem permitir reconhecer os problemas comuns e as situações específicas que enfrentam os católicos LGBT+. Enquanto isso, devemos lidar com as ameaças com que se enfrentam os grupos mais experientes, com membros de idade avançada e os novos, cheios de pessoas mais jovens.
  • A necessidade de um Plano de Meios estratégico. Necessitamos de estabelecer o nosso Plano de Meios de uma maneira mais estratégica, tendo em conta a clareza do nosso público objetivo (o Vaticano, o clero em geral, os leigos  e outros LGBT +), o conteúdo da mensagem / idioma (preparar posições e declarações oficiais antes de possíveis controvérsias e discussões ), as ferramentas (comunicados de imprensa, página web, redes sociais, campanhas digitais, folheto) e um calendário de implementação (O Calendário Católico Anual e eventos excecionais como os sínodos e os lançamentos de documentos do Vaticano).

Expansão (Moderador: Robert Shine)

  • A GNRC funciona positivamente como um ponto de encontro global para dar rosto frente à hierarquia global. Ainda assim, a mudança vem desde as bases numa rede democratizada que pratica a subsidiariedade. A divulgação e o apoio às bases é, portanto, uma componente central de qualquer estratégia da GNRC. Uma forte presença global requer fortes grupos locais, nacionais e regionais. A partir de agora, a GNRC necessita aprender mais sobre as suas bases. Muitos sentem que não se sabe o suficiente, mas a GNRC deve ser um recurso chave para o fortalecimento dos grupos membros.
  • Explorar a regionalização necessária dadas as diversas oportunidades/desafios dos diferentes contextos. Necessita-se uma “administração intermédia” de organizadores regionais e nacionais para (a) identificar grupos católicos existentes, (b) convidá-los para membros da GNRC, (c) criar uma base de dados de contactos, incluídos grupos ecuménicos / inter-religiosos / seculares, que possam ajudar a encontrar mais grupos e (d) semear e acompanhar novos grupos. O Diretório também deveria considerar as assembleias regionais para aumentar a participação. A dificuldade é que a GNRC é um compromisso secundário para a maioria dos delegados. Poderiam os grupos membros ter uma pessoa dedicada por completo ao apoio da GNRC?
  • Desenvolver princípios para a operação organizacional. Em vez de estratégias e táticas universais, os fundamentos da Rede podem-se adaptar a contextos únicos. Os princípios poderiam incluir: comunicação respeitosa e humilde, testemunho pessoal, um enfoque nos convites pessoais à colaboração, o emprego de materiais de informação desenvolvidos pela GNRC, etc. A maioria dos membros do nosso grupo tomaram conhecimento da GNRC de boca em boca. Este enfoque tão personalizado é difícil de gerir, pelo que uma forma mais dirigida de divulgação deve ser feita.
  • Identificar os benefícios de ser membros, em conjunto com o articular claramente a missão/visão de uma maneira mais acessível. Oferecer um pacote na página web com informação promocional a que se possa fazer referência depois de fazer os convites individuais. Este material deve incluir vídeos e estar em vários idiomas. Os benefícios incluem ser uma rede de intercambio de recursos que permita o trabalho solidário e a aprendizagem recíproca.
  • Influenciar na formação de sacerdotes, seminaristas e agentes pastorais. Estes grupos geralmente estão mal preparados em termos de temas de género e sexualidade, portanto, existem oportunidades. Um compromisso regular entre eles e os nossos grupos membros poderiam levá-los a ver-nos como fonte de recursos de aprendizagem e poderiam começar / fortalecer os grupos na sua área.

Espiritualidade (Moderador: Argel Tuason)

  • A importância da GNRC através do seu papel Profético. A GNRC trabalha dentro da Igreja com fiéis católicos (não com não-católicos), o que permite uma diversidade de vozes na conversa e na necessidade de escutar o Espírito Santo. Isso chama-nos a estar atentos aos “sinais dos tempos”. A Rede deveria funcionar para uma mudança teológica (especificamente: repensar a nossa compreensão teológica do género usando a psicologia, a sociologia, a experiência vital, a história, etc.).
  • Pontos fortes da GNRC incluindo os seus recursos internos e externos. Necessitamos continuar a partilhar informação entre nós: espiritual, litúrgica, comunitária, social, teológica, etc. Também devemos involver-nos mais profundamente no diálogo ecuménico. Alguns de nós já o estamos a fazer nos nossos pequenos grupos; pelo que podemos partilhar esta informação na GNRC.
  • As nossas Esperanças para a GNRC. Procurar e implementar as melhores práticas espirituais e litúrgicas. Uma dessas práticas espirituais é a forma contemplativa de oração chamada Meditação Cristã. Uma ideia concreta que se oferece é uma possível colaboração da GNRC com a Comunidade Mundial para a Meditação Cristã.
  • Necessitamos estar mais conscientes da linguagem que utilizamos. Praticar e incluir a linguagem não-binária nas orações, documentos oficiais, reuniões e conversas pessoais. É imprescindível incentivar os outros a serem mais inclusivos e estar conscientes da LGBTQ+ – fobia; não só a homofobia em particular.

Capacidade (Moderador: Michael Brinkschröder)

  • Dar apoio aos grupos membros nas suas campanhas de recolha de fundos. Este apoio foi considerado crucial para que os novos grupos locais comecem com candidaturas a fundos para projetos. Esta boa prática deveria institucionalizar-se no futuro através de um horário de escritório regular através do qual a GNRC oferece consultadoria para a redação de pedido de subvenções aos seus grupos membros e oferecer assessoria organizacional e prática para os líderes dos grupos de membros.
  • Equipa de Resposta Rápida para Comunicações. As declarações da GNRC sobre a descriminalização devem estar vinculadas a uma contingência mediática ou a uma campanha, caso contrário não vai criar interesse. As declarações do Vaticano são uma boa oportunidade para que a GNRC atraia a atenção dos Meios. Mas para isto necessitamos de uma equipa de resposta rápida que possa emitir uma declaração em menos de 24 horas.
  • Formação em Liderança para pessoas LGBTQ e Mulheres. Ditas capacitações de liderança são necessárias para fortalecer a posição das mulheres e pessoas BTQ+ nos grupos de católicos arco-íris a todos os níveis, começando com grupos locais, nacionais e regionais, assim como globais. Especialmente as mulheres lésbicas, geralmente, necessitam de uma lésbica de referência para se sentirem suficientemente cómodas para se envolverem. Como exemplo, uma pré-conferência de mulheres antes da 4ª Assembleia também seria útil e poderia ser a conclusão final das conclusões regionais. Outro formato poderia ser um programa de tutoria.
  • Escritório da GNRC em Roma. Esta deveria ser uma prioridade para o próximo Diretório da GNRC. Permitiria à nossa organização advogar pela descriminalização e proteção dos direitos humanos LGBT+ dirigida ao Dicastério e às ordens religiosas internacionais, bem como promover exemplos de melhores práticas de trabalho pastoral arco-íris. Também seria um bom lugar para realizar conferências teológicas e trabalhar em conjunto com as embaixadas de países amigos.
  • Administração Financeira. A GNRC necessita um sistema contabilístico claro. Assim que recebemos mais de uma subvenção, a administração financeira torna-se mais complicada e torna evidente a necessidade de um sistema mais transparente. A GNRC pode necessitar de comprar um programa para isso. O Diretório pode pedir conselho aos seus auditores internos, assim como a outros assessores que tenham implementado sistemas similares. Além disso, o papel e a responsabilidade da função de contabilista italiano deve ser revista para obter o melhor dela.
  • Plano Estratégico. A GNRC necessita de um plano estratégico geral que inclua todas as áreas para alcançar os objetivos (não só a campanha de despenalização). Isto deve desenvolver-se de maneira que assegure a participação de todos os grupos membros e nossos aliados.
This entry was posted in GNRC. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *